Para professor, Mark Zuckerberg é o homem mais perigoso do mundo

Segundo o palestrante as pessoas deveriam fica preocupadas com o domínio do CEO nas redes sociais mais populares do mundo, e que isso enfraquece, umas das ferramentas da sociedade para ter acesso a informação, a diversidade de meios de comunicação !

O fato de Mark Zuckerberg ter controle sobre os algoritmos desses apps pode criar ondas de desinformação — coisa que o Facebook diz estar combatendo constantemente.

No fim de julho, o departamento de justiça norte americano estava abrindo uma análise de violação da lei antitruste para várias das maiores companhias do país — mas sem revelá-las — segundo uma reportagem do Wall Street Journal. A união das três plataformas poderia ajudar na defesa de Mark, que poderia alegar ser impossível desligar somente uma rede social, visto que todas possuem a mesma infraestrutura de dados.